O estresse pode estar destruindo sua pele e cabelo

O estresse pode estar destruindo sua pele e cabelo

14 14America/Sao_Paulo setembro 14America/Sao_Paulo 2022 0 Por Candice Lima

O estresse é um grande causador de problemas para a nossa saúde e piora a qualidade do cabelo e da pele.

Quando não conseguimos controlar as nossas emoções o nosso corpo responde negativamente. Todos já sabemos que nosso estado emocional é capaz de causar diferentes doenças, mas muitas vezes esquecemos de investigar este aspecto quando não estamos com a pele e cabelo tão bonitos assim.

Apesar de muitas pessoas ainda enxergarem a necessidade de pele e cabelo bonitos como futilidade, eles são bons indicadores sobre a nossa saúde de forma geral. Com o organismo desequilibrado e inundado de cortisol (hormônio do estresse), o nosso sistema imunológico tende a sofrer e trazer consequências visíveis na pele e cabelo. Perda do viço da pele, espinhas, olheiras, dermatites, queda de cabelo, entre outros problemas são comuns em pessoas com alto nível de cortisol (estresse).

A ansiedade e o estresse alteram a qualidade do sono, deixando os olhos mais arroxeados e/ou inchados. É fácil enxergar quando uma pessoa está tendo problemas para dormir, pois está sempre com olheiras e por mais que exista maquiagem e alguns ativos (como a cafeína) que amenizam o problema, ainda é possível notar o ar e cansaço.

O cortisol também está ligado aos hormônios androgênicos que estimulam as glândulas sebáceas aumentando a probabilidade de espinhas em pessoas que já possuem a tendência.

O estresse pode causar espinhas em quem tem tendência

O estresse pode causar espinhas em quem tem tendência

Um dos efeitos mais notáveis do estresse é a queda de cabelo (tanto em homens como em mulheres). Apesar de ainda não se saber exatamente a razão, pode-se relacionar o estresse crônico com o afinamento dos fios. Os folículos capilares vão sofrendo uma miniaturização, a papila dérmica vai deixando de ter proliferação celular e consequentemente os fios afinam até a total atrofia da papila dérmica, quando não há mais formação de fios.

O estresse é um grande causador de queda de cabelo

O estresse é um grande causador de queda de cabelo

Se o estresse for temporário, haverá um eflúvio telógeno, com intensa queda de cabelo que depois acaba retomando o crescimento normal.

O que geralmente acontece é a pessoa entrar em um círculo vicioso e sentir-se ainda mais estressada com os problemas ocasionados pelo próprio estresse. O ideal é sempre procurar terapia juntamente com um médico dermatologista para curar causa e efeitos.