Como proteger a pele da luz do computador e celular

Como proteger a pele da luz do computador e celular

6 06America/Sao_Paulo julho 06America/Sao_Paulo 2021 0 Por Candice Lima

A pele também precisa de proteção contra a luz visível, emitida pelos aparelhos eletrônicos como telas de computador e celular.

Olá, bonequinhas!

Hoje o assunto vai além de proteção solar, pois o envelhecimento digital é uma realidade que já não podemos negar.

Já sabemos o quanto a proteção solar é fundamental para manter a saúde da pele, evitar a degradação do colágeno e até mesmo o aparecimento de câncer; entretanto, a luz visível ou luz azul, emitida por aparelhos eletrônicos como computadores e celulares é outro fator de preocupação, pois alguns protetores UVA e UVB já não são mais suficientes.

A luz azul traz os mesmos malefícios: rugas, manchas e até mesmo o câncer e o pior é que ela anda presente em nossas vidas dentro de casa e por períodos prolongados. A pele passa por um processo de poluição eletromagnética, pois a liberação de radicais livres no organismo danifica as células saudáveis da pele e a médio e longo prazo, esses danos podem gerar células com alterações e degeneração do DNA.

O sol não é o único vilão da pele

O sol não é o único vilão da pele

Como proteger a pele da luz visível

Existem no mercado protetores solares químicos, protetores solares físicos e protetores solares que são químicos e físicos. Os protetores solares químicos (ou orgânicos) absorvem as radiações UVA E UVB e transformam-nas em uma baixa energia não nociva para a pele. Já os protetores solares físicos (ou minerais) refletem a radiação e impedem que ela entre em contato com a pele. Eles são compostos por dióxido de titânio e o óxido de zinco e criam literalmente uma barreira física na pele.

Computadores e celulares possuem luz azul que danifica a pele

Computadores e celulares possuem luz azul que danifica a pele

São os protetores solares físicos os mais indicados para a proteção da luz visível do computador e do celular, mas eles não costumavam ser tão populares pelo aspecto esbranquiçado quedeixavam na pele. Entretanto, nos últimos tempos, muitas marcas estão aliando os protetores físicos a uma cobertura com cor, para garantir uma pele mais homogênea e evitar um visual desagradável. Hoje a maior proteção contra a luz visível (azul) é de protetores solares físicos, especialmente os com cor, pois os pigmentos de cor intensificam ainda mais a barreira física de proteção, formando uma  espécie de “sombra” na pele.

O protetor solar físico forma uma barreira que protege a pele da luz visível

O protetor solar físico forma uma barreira que protege a pele da luz visível

O protetor solar físico também é mais vantajoso para quem tem pele oleosa pelo seu acabamento seco, embora funcione para todos os tipos de pele. Ele também possui mais estabilidade na proteção, não costuma escorrer e não precisa ser reaplicado com tanta frequência quanto o protetor químico. É mais indicado para quem se expõe muito ao sol e pratica atividades ao ar livre. Além disso, é a melhor opção para pessoas alérgicas, grávidas, pessoas com melasma e pele sensível, pois não possui substâncias que podem ser absorvidas pela corrente sanguínea como os protetores químicos.

Proteger a pele garante mais saúde e prevenção de danos

Proteger a pele garante mais saúde e prevenção de danos

As desvantagens dos filtros físicos é que costumam ser mais caros, mas existem muitas opções no mercado de filtros híbridos, que aumentam a proteção solar e minimizam os possíveis prejuízos dos filtros químicos. Os filtros químicos também costumam ser multifuncionais e possuem consistência mais leve. O ideal é sempre olharmos se nosso protetor possui Óxido de Zinco e/ou Dióxido de Titânio na composição para termos a garantia de que estaremos protegidos de todas as radiações nocivas para a nossa pele.

Intensifique a proteção

Para intensificar ainda mais a proteção da pele, é ideal aplicarmos produtos antioxidantes embaixo do nosso protetor solar, como vitamina C, Resveratrol, vitamina E; lembrando que os produtos escolhidos devem sempre ser adequados ao nosso tipo de pele: seca, mista ou oleosa.

Os antioxidantes diminuem os danos causados pelos radicais livres liberados pelos raios solares ou luz azul e evitam o envelhecimento celular e os danos ao DNA. Mas lembre-se de que esses ingredientes sozinhos não são capazes de oferecer proteção solar, eles complementam a prevenção.

Outra maneira eficiente de reduzir os danos dos radicais livres é ingerindo alimentos com alto poder antioxidante, como alimentos ricos em vitamina C, resveratrol, polifenóis, flavonoides: acerola, laranja, uva, morango, maçã, limão etc.

Invista em alimentos antioxidantes para proteger a pele dos radicais livres

Invista em alimentos antioxidantes para proteger a pele dos radicais livres

A vitamina C é uma  das responsáveis por formar as fibras de colágeno no nosso corpo, sendo fundamental para sua síntese e na manutenção da firmeza e saúde da pele. Hoje existem opções de peptídeos bioativos de colágeno que vão diretamente para a pele, unhas e cabelo, retardando o envelhecimento e prevenindo a degeneração celular. Independentemente do uso de suplementação, o consumo de vitamina C ajuda a bloquear os radicais livres e potencializa os efeitos dos seus antioxidantes de uso tópico e dos seus protetores solares.

Com a ajuda dos antioxidantes sua pele fica mais protegida

Com a ajuda dos antioxidantes sua pele fica mais protegida