#saúde · aprovados · beleza · dicas · estética · pele · Resenha · Sem categoria

Dermaroller para estrias: resenha

dermaroller

Olá, bonequinhas.

Voltei com um post diferente hoje! Vim falar da minha experiência com o Dermaroller. Eu demorei muito para testar, pois quando ouvi falar achei que seria muito agressivo e eu tenho medo de tratamentos muito agressivos: passava mal até com massagem modeladora rsrs. Mas resolvi pesquisar e vi que não precisava ser usado com tanta intensidade como algumas pessoas gostam de fazer, muito menos ficar com a pele sangrando (Deus me livre). Depois de alguns meses de estudo sobre o assunto decidi adquirir o Dermaroller (não fui fazer em clínica estética justamente pelo medo de pesarem a mão e fazerem de forma agressiva, coisa totalmente desnecessária, que inclusive pode causar manchas na pele). Também faço muitos tratamentos estéticos em casa porque, apesar de não trabalhar com isso, cursei estética durante um tempo. Comprei um kit com agulhas de 0,50mm, 1,0mm e 1,5mm (agulhas recomendadas para uso caseiro). Caso você opte por utilizar em casa, sempre deve esterilizar com álcool líquido 70 (só serve o 70º INPM mesmo!!!! Se não achar, não faça com outro) antes e depois de utilizar o aparelho.

A que eu realmente utilizo é a com agulhas maiores, que também é mais largo que os outros. Após a utilização (estou usando na parte externa lateral do glúteo direito onde tenho 3 linhas finas de estrias, pouco aparentes) a pele fica vermelha, um pouco irritada, mas não arde, nem sangra (e nem deve). O que notei de diferente:

Ao passar a mão, não sinto mais as linhas. Visualmente, olhando bem de perto, elas ainda estão lá (mas como falei, são finas e pouco aparentes, até porque tenho a pele clara e não pego sol, o que ajuda a disfarçar bem). Como não tem muito tempo que estou utilizando e não estou fazendo toda semana, imagino que o uso mais regrado seja bem mais eficaz. Também utilizo cremes hidratantes com colágeno e cremes anticelulite que ajudam a deixar a pele mais lisa, contribuindo para esse nivelamento.

Vi aqui pela internet muitas meninas que dizem intercalar com o Vitanol A e não aconselho (a menos que seja com recomendação médica – MÉDICA mesmo, não da esteticista). O Vitanol é MUITO agressivo e pode causar queimaduras feias se for mal utilizado. Tenho anos de experiência com o Vitanol (muitas vezes trágicas rs)  e realmente é um produto que deve ser usado com MUITA CAUTELA.

Quanto ao rosto, só utilizei uma vez, pois estou constantemente fazendo peelings e não acho boa ideia fazer os dois ao mesmo tempo. Achei o Dermaroller bom, porém, não é milagroso. Talvez se for feito por mais tempo e com mais constância faças as linhas desaparecerem de vez, mas isso só o tempo dirá.

Um comentário em “Dermaroller para estrias: resenha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s