#saúde · amor · aprovados · beleza · estética · pele · Resenha · Sem categoria

Cutisanol gel: um caso de amor

Boa tarde, bonequinhas.

O post de hoje é sobre um produtinho que amo e utilizo há mais de 14 anos: o Cutisanol gel (Millet Roux). Quando tinha 18 anos, fui à dermatologista e ela me prescreveu vários produtos carinhos para pele oleosa, comprei tudo e quando usei tive uma baita reação alérgica. Meu rosto ficou completamente inchado, empolado e vermelho (parecia filme de terror).

Quando fui ao médico, ele me prescreveu o Cutisanol gel para passar na alergia e funcionou muito bem. Quando li o rótulo e vi que era hidratante, antisséptico e cicatrizante, comecei a testar: cada espinhazinha que aparecia eu tacava o Cutisanol, aliás, qualquer coisinha que aparecia na pele eu tacava o bendito de Cutisanol e FUNCIONAVA.

Como sou super alérgica, volta e meia aparecem algumas “bolinhas”, dermatites da vida e o Cutisanol foi até hoje o único produto que funcionou para mim. Hoje ele já não é mais tão baratinho quanto antes (pasmem, eu pagava R$11,00 quando comecei a usar), agora custa entre R$35,00 e R$50,00 e percebi que em algumas épocas do ano ele some de todas as farmácias ao mesmo tempo e quando reaparece, vem com um precinho ainda maior: jogada de Marketing que acaba com nós consumidoras dependentes do produto, até porque, ainda não tem outro substituto à altura (se tiver, me comuniquem pelo amor de Deus).

O Cutisanol gel também é indicado para aliviar a pele depois de pegar muito sol; nunca testei pois não costumo torrar no sol. Mas notei uma coisa estranha: apesar de ser um produto hidratante, quando utilizo ácidos na pele ou algum produto para espinha (como o peróxido de benzoila, por exemplo) ele QUEIMA a pele! Isso mesmo, queima! Então, é bom tomar cuidado e não ficar misturando muita coisa: opte por um ou outro, ou; se realmente achar que tem que misturar (eu sou ansiosa e quero usar tudo ao mesmo tempo), pelo menos tente hidratar muito bem a pele entre um produto e outro (mesmo assim, ainda há risco de se queimar).

Acho uma falha não dizerem isso no rótulo do produto, até porque, ele é vendido como produto para neném muitas vezes… na verdade, nem consigo entender porque isso acontece, mas já aconteceu comigo várias vezes. Fora isso, é só amor!!

Composição: 

Subgalato de bismuto (1,5 mg/g)

Óxido de zinco (45,0 mg/g)

Obs.: Existe a versão em pó, mas não senti os mesmos resultados

Um comentário em “Cutisanol gel: um caso de amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s